Japão (?!)

É isso aí, ué. Porquê essa cara? Só por que fica lá do outro lado do mundo?

MAS QUE POHA É ESSA, ROBIN, EXPLICA MELHOR ISSO AÍ!

OK!

Depois de um ano trampando direto e fazendo 120 páginas mensais non-stop, eu e o Marcelo (meu namorido namorado, que faz os  storyboards dos meus roteiros e também escreve HQs dele quando tem tempo) achamos que tava na hora de tirar “férias”.

E após três anos de namoro, valia a pena investir numa viagem marcante, né? Algo que ambos pudessem compartilhar e curtir.(Por mais que meu sonho seja conhecer a Inglaterra, acho que o Marcelo ia bocejar enquanto surto conhecendo a Abbey Road…)

E na real: nós vivemos, respiramos e trabalhamos com mangá. Eu ainda por cima faço cosplay, há mais de 10 anos! (vício nada, OK, paro quando quiser…! *NOT*). Então, lógico, que lugar melhor que o Japão pra curtirmos juntos?

Cabe aqui uma observação: até uns anos atrás o Japão pra mim era curiosidade científica. Sabia que era lindo, que um monte de coisa que eu curto ver, ler e ouvir vinha de lá e pá… mas assim como acho foguetes um milagre da ciência apesar de não ter vontade nenhuma de passear em um, o mesmo se aplicava ao Japão.

Até uns anos atrás.

Depois vários amigos cosplayers e não-cosplayers começaram a viajar pra lá a passeio, estudo ou participar de competições, e voltavam cheios de histórias. Aos poucos começou a rolar aquela inveja vontade de conhecer a terra que influencia tanto minha vida até hoje, indiretamente.

Pra completar, em 2007 o Marcelo viajou pra lá, sozinho. Ficou 5 semanas na casa de amigos que moram no país (hospedagem grátis, weee!) e se *apaixonou* pelo lugar. Workaholic que não gosta das bagunças da Tupiniquimlândia, o Japão foi feito sob medida pra ele — parece ser o único lugar em que consegue relaxar de verdade e não pensar que podia estar fazendo coisa (trabalho) melhor. =p

(Estou falando em base do que ele me contou, claro, porque  fiquei chupando o dedo em casa e até hoje nunca  fui pra lá.)

Desde então a vontadezinha virou determinação.

Foi quando comecei a dar tudo de mim no WCS, o concurso de cosplay que leva a dupla vencedora pra competir em terras nipônicas. Mas depois de 5 anos e de pegar 2º lugar duas vezes nas últimas duas edições, resolvi mandar pro diabo e não esperar mais.

Em uma reunião no trabalho explicamos nossa intenção, e o apoio não pôde ser maior! Com o projeto Turma da Mônica + Tezuka que está pra rolar, a MSP uniu o o útil ao agradável e  nos ajudou com documentos para tirarmos o visto e tudo mais — Deus abençoe os (as) chefes fofos (as) e compreensivos (as)! ♥).

Decidimos viajar correndão; 28/3. Em cimíssima da hora, mas tem coisa que é bão fazer na louca — nada melhor que uma deadline apertada pra fazer a gente mexer a bunda.

E agora estamos aí, terminando trabalho correndo, nos desesperando atrás de documentação, roendo as unhas de ansiedade e fazendo promessa em porta de igreja pra termos visto aprovado. Ah,o doce clima das férias…

Mas, como diz um gênio que conheço, “sucesso, garra, força e coração!”

Vamo que vamo, que vai dar tudo certo.

*Tem* que dar.

Anúncios

4 Respostas to “Japão (?!)”

  1. Brun Garcia Says:

    Que legal, Petra! Divirta-se por lá! Um dos atores do Caderno da Morte, o Miguel (que faz o L) também foi pra lá, com o Nagado e mais uma turma. Eles adoraram e talvez possam te dar algumas dicas de passeios, (como visitar os Estúdios Ghibli!)

    Abraços!

  2. Emerson Says:

    Sucesso, garra, força e coração!!! =D

  3. Alexandre Says:

    Bom, divirta-se. E relaxe. XD

  4. Vivian Says:

    Deus abençoe os (as) chefes fofos (as) e compreensivos (as)! ♥²

    Que tenha eu também a sorte de ter chefes assim um dia. E com certeza, coisas não programadas às vezes são muito mais legais que as programadas.

    Mas sério que não tinhas vontade nenhuma de conhecer o Japão? És uma espécie rara, então! Desde pequena, bem pequena mesmo {6,7 anos, quando comecei a ver anime na Manchete} tenho vontade de conhecer o Japão. Na época, não só conhecer, morar lá. Porém, com o passar do tempo, fui crescendo e aprendendo mais sobre o mundo, perdi a vontade de morar, mas não a de conhecer.

    Quando tiver a oportunidade e dinheiro suficiente para isso, pretendo ir também. Mas por enquanto, fico feliz apenas de ler tuas aventuras por aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: